Como fazer faculdade de medicina na Argentina?

Cidadão global By Marcus Luiz September 3, 2021

Muitos brasileiros têm o sonho de estudar medicina e construir uma carreira como médico. Mas essa realização acaba ficando distante quando se deparam com a grande concorrência por uma vaga nas universidades públicas e as mensalidades nas instituições particulares. Assim, alguns estudantes buscam alternativas e encontram no país vizinho a chance de levar o seu objetivo adiante. Pensando nisso, a Western Union preparou algumas dicas para você que quer fazer faculdade de medicina na Argentina. Confira!

 

Por que fazer faculdade de medicina na Argentina?

Na Argentina, o curso de medicina tem um valor mais acessível, comparado ao Brasil, além de contar com um ensino de qualidade. Outro ponto que chama a atenção e atrai brasileiros é que lá não existe vestibular para ingressar no ensino superior. Assim, muitos estudantes sul-americanos têm escolhido a Argentina para realizar o sonho de se tornar médico fortalecendo o país nos últimos anos como destino acadêmico.

 

Como é o processo para ingressar numa faculdade de medicina na Argentina?

Como os argentinos utilizam o sistema de ensino europeu, o acesso à universidade é ilimitado e sem concorrência. No entanto, todos os interessados em fazer o ensino superior no país precisam ingressar no Ciclo Básico Comum (CBC), que é um curso de nivelamento para que os candidatos iniciem na universidade com o mesmo grau de conhecimento. O CBC conta com matérias alinhadas com a graduação escolhida e dura, em média, três meses – depende da universidade que você escolher.

Desta forma, o aluno precisa conseguir uma nota mínima para ser aprovado no CBC, o que acaba sendo um filtro, pois nem todos entram de uma vez. E o estudante só consegue ingressar na faculdade de medicina, após conseguir a pontuação mínima necessária neste curso introdutório. Na Argentina, assim como no Brasil, o curso para se tornar médico tem duração de seis anos e logo depois o recém-formado vai para o Internato Anual Rotatório (IAR), que seria o estágio obrigatório em um hospital.

Para fazer a matrícula no CBC, que é o primeiro passo para se inserir no ensino universitário, você precisa apresentar, presencialmente, os documentos: RG ou passaporte, comprovante de residência, histórico escolar e certificado de conclusão do ensino médio, reconhecido também pelo Ministério da Educação da Argentina. Para os alunos internacionais, é necessário comprovarem o domínio da língua espanhola por meio de um certificado de proficiência ou de um teste feito direto na universidade.

 

Quanto custa fazer faculdade de medicina na Argentina?

Nas universidades públicas argentinas o curso é gratuito. Você não terá gastos nem com matrícula nem com as mensalidades, somente com outras despesas de materiais didáticos pontuais como apostilas ou livros (há também a possibilidade de empréstimo nas bibliotecas). Já nas universidades particulares, o valor da mensalidade é mais acessível quando comparado ao Brasil, ficando entre R$900,00 (novecentos reais) e R$2.000,00 (dois mil reais).

Assim, pesquise bastante para saber qual faculdade de medicina na Argentina está mais alinhada com as suas expectativas e plano de carreira. Também é importante fazer um planejamento financeiro contando, além dos valores necessários para a universidade, com o custo de vida que você terá em terras argentinas, como moradia, alimentação, transporte, entre outros.

Para ajudar neste processo, você pode contar com o serviço de transferência internacional da Western Union.

Com a Western Union você faz transferência de dinheiro aqui do Brasil para recebimento em conta bancária ou para retirar em uma loja física da Western Union na Argentina. É simples e prático. Você só precisa acessar o nosso site WU.com ou baixar nosso aplicativo WU® Brasil para realizar sua transferência internacional. Faça o seu cadastro clicando aqui. E prontinho!

Para consultar os Termos & Condições do serviço, clique aqui.